O que do “antigo normal” não irá mudar?

Você está aqui: